segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Cadê o bom senso?

Quase ia me esquecendo de comentar essa história com vocês. Fiquei um tanto impressionada com a escola da Gávea, supermoderna, do tipo alternativa e cara, onde estudam muitos filhos de famosos, ter demitido um professor de português e literatura porque ele escreve contos eróticos.
Para quem não soube, vou resumir: o sujeito nunca falou de seus textos para os alunos, jamais cogitou indicá-los como leitura e coisa e tal. São poemas que ele escreve em sua vida particular e pronto. Só que alguns alunos mais velhos, que gostaram de uma palestra que o professor deu a eles, foram pesquisar na internet, descobriram os poemas eróticos e passaram a trocar os textos entre si. Uma das mães descobriu e tocou o terror na escola. Resultado: a direção sugeriu que o professor pedisse demissão, ele se recusou e acabou demitido.
O que estava me dando agonia até agora é que nenhuma das celebridades cujos filhos estudam lá tinha se manifestado. Então o Toni Belotto resolveu aparecer dizendo que vai falar com a direção da escola para entender exatamente o que aconteceu, porque para ele o fato de um professor ter publicado livro de poemas eróticos não faz dele um mau professor.
Ufa, eu não esperava outra posição do Toni Belotto mesmo.
Agora vamos ver se os outros pais vão se manifestar.

4 comentários:

Julia Fontelles disse...

Que coisa absurda essa mesmo Dedéia, não sabia disso! Muita hipocrisia não é mesmo? E salve o Tony Belotto!!!!

Cris A. disse...

Ah, o que não falta são esses tipos de pais. Antes do Etapa eu estudei em um colégio católico e enquanto esperavam seus rebentos, algumas mães ficavam falando que uma garota que não era católica deveria ser expulsa. Sem noção. É o Febeapá se manifestando nas escolas, quem diria.

Isabella disse...

Andrea, vc acredita q quando eu estna na 1a série do 2o grau o professor de história mandou ler O que é isso, companheio, do Gabeira e depois qui saber quem na sala era filho de políticos, militares, etc (isso em 1979). No dia seguinte já tinha sido dispensado e voltou a dar aulas no mesmo colégio (Objetivo de Brasília) só qie para o 1o grau.

Naquela época de fim de ditadura eu ainda até tento entender mas hj em dia, é ridículo!

bjs

Eu penso que... disse...

Oi, Cris, legal vc ter aparecido por aqui de novo! E cá entre nós, estas mães devem ser muito alienadas para só olharem pro próprio umbigo, né?

Isabella, é verdade... isso mostra claramente que o pensamento retrógrado e antiquado não é mérito apenas da ditadura. É um problema cultural!

Obrigada pela visita, amigas!
Bjssssss