quinta-feira, 31 de julho de 2008

Última semana de férias...

Resultado parcial: estou à beira de um ataque de pelancas.
Também não é para menos. Os meninos estão trocando a noite pelo dia. Vão dormir às 1h, 2h da manhã e acordam às 11h, 12h. (Culpa da mãe, que não consegue colocar ninguém para dormir mais cedo!!!)
Ontem achei que tinha resolvido o problema. Chamei alguns amiguinhos para virem brincar aqui em casa como forma de gastar as energias e fazerem eles domir mais cedo.
Desci para o play e coloquei todo mundo para correr. Jogamos alerta, pique esconde, batatinha-frita-um-dois-três, seu mestre mandou, etc, etc...
Sabe o que aconteceu? Inacio começou a ficar sonolento lá pelas 18h. Pensei: vai dar certo. Uhuuuu... Tratei de colocar ele no banho, dei o jantar e aguardei. Quando deu 19h30 ele já tinha dormido. O Victor já estava vendo seus desenhos e não dá tanto trabalho.
Eu estava toda feliz, por que teria uma noite mais calma, na qual poderia dormir mais cedo, ler meu livro (que está ótimo) sem interupções, colocar o papo em dia com o maridão (tem sido mais fácil conversar por telefone). Pura ilusão......
Quando o relógio bateu 22h e eu estava acabando de comer, vejo aquela figurinha de pijamas cambaleando pela sala à minha procura e dizendo:
- Mamãe, quero ver filme...
Bem, o filme foi o começo de uma longa noite. Depois do filme veio um lanchinho, pedidos para jogar memória, brincar de esconde-esconde, depois mais filme, mais suco de novo, de novo, de novo, de novo... só consegui ir para a cama às 2h da matina.
Hoje, quando acordei, parecia que tinha passado a noite na maior noitada. Tô virando um zumbi ambulante e fico no maior mau-humor. Aquele que a gente até tem raiva do porteiro dando bom dia.
Ainda bem que segunda-feira tudo volta ao normal!
Ainda bem que existe jardim de infância!
Salve Tia Bruna!

3 comentários:

perfil disse...

Dedeia, ooooiii! Voltei com o meu blog, coloquei um link lá para o seu e adorei esse último post, dei boas risadas!!!! Beijos e apareça lá.
Julia

Flavia Leite disse...

Oh Dio! Ser mãe é padecer no paraíso... ai que delicia, fico pensando quando tiver os meus e ter toda esta bagunça em casa, ahahahah! Agora eu estou rindo mas quando chegar a minha vez...
Beijocas

Eu penso que... disse...

Flávia...
Concordo com vc. A gente padece, se acaba, reclama pra caramba, mas não quer outra vida.
Ter filhos é certeza de muita alegria em casa.
Bjssss