quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Diogo Mainardi solta o verbo

Adoro o texto de Nelson Rodrigues e adoro qualquer pessoa que consiga escrever em detalhes aquilo que pensa. Sem censuras, sem amarras, sem preconceitos, ou seja, escrever sem querer agradar ou desagradar, mas apenas com o compromisso de dizer o que sente e pensa. Com Nelson, seus sentimentos pulam das palavras, ganham forma e vida. É impossível passar incólume. São manifestos pessoais de dor, amor, angústia, alegria, sacanagem, melancolia, ironia, perversidade, amizade, e até bondade .

Um estilo rodriguiano como o de Nelson não se encontra fácil por aí. Clarice Lispector tinha também muita sensibilidade e ia fundo nos pensamentos, mas não era uma opinião política, e sim passional e pessoal. Se tinha algum pendão crítico sobre a vida social, era uma coisa mais velada.

Millôr Fernandes, colunista dos bons, também se sobressai neste panorama político brasileiro. Mas suas raízes estão no humor, então nunca sabemos se o dedo que aperta a ferida está zombando ou criticando.

Gosto, com ressalvas, do Diogo Mainardi também. Dos atuais jornalistas e colunistas de hoje no Brasil, ele é um dos poucos, senão o único, que vomita o que pensa, sem medo de receber processos, apesar de já possuir alguns. Diogo tem estilo de sobra, mas não sei se é aí que está o problema. Me parece, que às vezes, é jogada de marketing se fazer e aparecer tão ácido e sempre do contra. Hoje ele sobressai como "a" voz dissonante num Brasil repleto de pensadores mudos. Ele aparece (ou melhor aparecia) sempre atacando o governo Lula e o Brasil.

Ontem, Diogo deu entrevista para o programa do Jô Soares, e disse que agora encerra sua perseguição à Lula. Seu livro "Lula é minha anta" lançado recentemente, foi o fim de dois anos de ataque ao governo, cujos bombardeios começaram após a explosão do Mensalão. Para ele, Lula agora não é mais uma novidade a se atacar, ele já faz parte do sistema.
Quem não viu e quiser saber mais detalhes... Veja a entrevista de Diogo para Jô. Só sinto informar que a melhor parte da entrevista (o final) foi cortada. Censura? Sei não...

4 comentários:

Lídia disse...

hahhaha
poxa...coisa de criança né...
Pior seria se nós com a idade que temos fizéssemos isso...ahahahha

Adoooorooo Nelson Rodrigues, Clarice....
Me tocam fundo!

Beijão!
;)

Labelle® disse...

Eu vi a entrevista! Fiquei curiosa com a parte que vc comentou que foi cortada :o(

perfil disse...

Oiiii, com saudades...
sua blogsister J

Eu penso que... disse...

Lídia,
Você é sempre muito bem vinda. Volte sempre.

***

La Belle,
A mellhor parte da entrevista é quando Diogo escracha com Lula. Foi de lavar a alma!
Pena que não aparece no video.

****

J.
Saudades também. Vê se passa mais vezes por aqui.