quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Férias de mim mesma*

Em dez anos de casada, esta é a primeira vez que ficarei sozinha em casa, sem marido por perto. Ele viajou e ficará fora por 15 dias. Neste período serei só eu e as crianças os habitantes deste apartamento.
Pensei que tiraria de letra estes dias sozinha. Afinal, sou bem crescidinha e dou conta das coisas. Nada mal ficar alguns dias só com a minha pessoa. Não é segredo para ninguém, muito menos para o meu marido, que ultimamente eu vivo reclamando que não tenho mais tempo para mim. Pensei que este período seria ótimo, pois poderia ficar horas no computador, já que não haveria com quem dividir, assistiria aos filmes de DVD que comprei há meses e ele ainda não se mostrou interessado em ver, e poderia arriscar uma dieta à base de sopa ou algumas comidinhas mais leves pro jantar, já que ele não é adepto de cardápios lights.
Já se passaram dois dias e até agora...... nada de novo no front!
Não consigo colocar as crianças para dormir mais cedo. Eles estão acostumados a ficar até às 22h/23h acordados. Até o menor, de 2 anos, percebeu que farra boa é a noite. E deu para ficar enrolando até a hora de dormir. Depois do jantar, eles ficam tão animados que começam a rir de tudo, correr pela casa, brincar de esconde-esconde embaixo da mesa do computador em que eu estou... enfim... a casa vira uma festa. Coitada de mim que imaginava ter mais tempo! Quando consigo colocar os dois na cama, já são quase meia-noite e não tenho pique para mais nada. Só para uma leiturinha básica...
Estou começando a perceber que quem tirou férias de mim foi meu marido... Que sortudo!

*BethBlue, sem querer (querendo) me apropriei de sua frase.
Bjs, querida!

2 comentários:

La Belle® disse...

Ai amiga... Tudo é uma questão de costume! O meu, quando conheci e começamos a namorar, ficava distante por um período, todo mês, e por maior que a saudade fosse, eu achava ótimo por ter mais tempo para curtir meus amigos sem levá-lo a tiracolo para um programa em que não se sentiria à vontade...

Quando casamos, a rotina era a mesma. Achei aquilo uma delícia e ficava feliz por ter a cama enorme só para mim e por poder fazer o que quisesse em casa sem me preocupar com o 'espaço' do outro.

Porém, depois de 6 meses de casado, algumas mudanças no trabalho ocorreram. Não teríamos mais nenhum dia distante um do outro, e confesso que considerei a melhor notícia!

Foi exatamente o contrário! Eu estava acostumada com OUTRA rotina. O primeiro ano do meu casamento foi um caos por causa disso. Cheguei a ficar debilitada e doente por não me adaptar à nova rotina, e ao casamento. Só depois de um certo tempo, as coisas começaram a se organizar e eu passei a encarar a companhia dele todos os dias como um presente precioso!

Beth Blue disse...

desta vez eu deixo você se apropriar da minha frase ;-)

e sim, acho que férias quem tirou mesmo foi o seu marido que te deixou com duas crianças fazendo arte até altas horas! diga-se de passagem, sugiro que você defina os limites o quanto antes: coloca as crias na cama, apaga a luz, fecha a porta e diz: agora é hora de dormir (sei que é menos simples do que parece, mas é a única maneira pra lidar com este cansaço). ai sim você pode falar em férias...sem falar que rotina é fundamental na vida de uma criança!

PS. eu também tenho problemas de impor limites pro meu filho mas tenho aprendido e fica cada vez mais fácil, acredite. mais fácil pra ele(s), mais fácil pra você.