terça-feira, 23 de outubro de 2007

O sabor do pecado

Que me desculpem os vegetarianos, mas eu não consigo deixar de comer carne.
Até tento passar um tempo sem consumir proteína "pesada", mas a carne vermelha me faz uma falta danada. Carne de frango é boa, mas não chega perto do sabor de uma picanha [ao ponto] só no sal, cortada fininha, ou um bife de filet mignon [com crosta durinha] com ervas, ou um medalhão com bacon. Hummm... só de pensar, já me deu fome.
Sou fã de uma carne vermelha, bem feita... Sou uma carnívora convicta. E acho que casei com o homem certo. Ele também adora! Um de nossos programas preferidos é comer em churrascarias. As crianças também adoram. Coração e linguiça são os campeões.

Me lembro de uma cena constrangedora, que aconteceu há alguns bons anos atrás. Meu pai, alemão de nascimento, antes de vir morar no Brasil foi casado e teve dois filhos [Martin e Christopher]. Quando Martin veio passar férias com a esposa no Brasil, meu pai tratou de levá-los ao Porcão. Putz... foi a pior coisa que podia ter acontecido. As carnes começaram a chegar, primeiro a linguiça e o frango. Depois as carnes propriamente ditas: picanha, maminha, filet com queijo, alcatra, cupim [arghh...], mais picanha, mais maminha... até que veio o coração. Ele não sabia o que era e perguntou. Meu pai explicou em alemão que se tratava do coração da galinha. Pronto... o homem começou a ficar verde, o suor começou a pingar, ele se levantou da mesa e correu para a saída. Foi só o tempo de chegar na porta e vomitar. Ele ficou lá, na porta do restaurante, respirando um arzinho, até todo mundo acabar de comer. Não conseguiu nem voltar para beliscar uma sobremesa. Na época não consegui entender o motivo pelo qual tudo aconteceu. Só me lembro de ter achado tudo muito engraçado. Agora, compreendo perfeitamente e entendo o susto que ele deve ter tomado.

Se bem que hoje, com tanta diversidade, as churrascarias perderam um pouco sua identidade. Além do tradicional churrasco, têm carne de avestruz, de javali, têm sushi e sashimi, saladas, acompanhamentos, frutos do mar, risotos, etc, etc, etc. O que não é nada ruim. Pelo contrário, é uma delícia poder comer tudo isso num lugar só. Só que, nem sempre, estes outros comestíveis possuem a qualidade merecida. É o caso dos sushis. É de dar dó. Como alguém pode chamar aquilo de sushi? Já vi de tudo um pouco. Mal enrolados, grandes, ou muito apertados e pequenos. E o recheio? Já vi até de salsicha. É mole? E tem gente que ainda se arrisca a comer.
Passo mal...

5 comentários:

Julia TQAprendi disse...

Adorei! Adoro carne vermelha!!!!E achei muito engraçada a história do seu irmão!!!!

Labelle® disse...

Por incrível que pareça, conheço gente que vai ao Rio's comer japa...

Antonio Fontelles disse...

Finalmente alguém que me entende... também adoro carne vermelha e não consigo passar sem... aos vegetarianos de plantão eu sempre digo, "mas eu adoro animais, assados então, são uma delícia..." ;-))
No mais, concordo com vc: comer sushi em churrascaria não tem nada a ver... cada macaco no seu galho.
XXX/A

annix disse...

Eu adoro fazer gringo comer coração de galinha! hahahahah
(não vivo sem carne!)

Arnaldo disse...

Também sou um carnívoro extremado. Por mais que goste de peixe, frango, massa, saladas, enfim, de quase tudo que existe por aí pra ser ingerido, é a carne que mais me seduz. Carne vermelha. De preferência sangrando!